« Anterior | Principal | Próximo »

O bom Natal do Chelsea (menos do seu capitão)

Categorias dos posts:

Daniel Gallas | 2009-12-21, 15:02

O Natal está chegando e os campeonatos europeus se preparam para uma parada de fim de ano que dura algumas semanas. O campeonato alemão, por exemplo, só volta no dia 15 de janeiro.

terry226s.jpgA Inglaterra é exceção na Europa. Aqui, os times não param no fim de ano. Na próxima semana, há jogos todos os dias de sábado até quarta-feira. Quatro dias após o ano novo, os times voltam a entrar em campo.

As emoções do futebol - dentro e fora de campo - não têm trégua no final de ano.

No domingo, o Chelsea entrou em campo contra o West Ham com a possibilidade de abrir seis pontos de vantagem em relação ao segundo colocado, Manchester United, que foi derrotado no sábado.

Em campo, o jogo foi marcado por pênaltis - alguns não marcados pelo árbitro e um que teve de ser cobrado três vezes por Frank Lampard. O resultado de 1 a 1 não foi perfeito, mas garantiu que o Chelsea não perderá sua liderança do campeonato no feriado.

Fim de ano pior terá o capitão da equipe e da seleção inglesa, John Terry. O tabloide News of the World publicou uma reportagem alegando que o jogador recebeu dinheiro de torcedores ricos (na verdade, repórteres disfarçados de torcedores ricos) para fazer uma visita guiada especial do centro de trainamento do Chelsea.

Um vídeo publicado no site do jornal mostra Terry presente em uma reunião na qual foi negociado o preço de 10 mil libras pelo serviço mais do que VIP (mais de R$ 28 mil).

O jornal diz que Terry teria aceitado 8 mil libras, dinheiro que seria doado à caridade, enquanto o intermediário do negócio teria embolsado 2 mil libras.

Terry ainda não se pronunciou sobre a reportagem, mas o Chelsea não hesitou em defender o jogador. O clube diz que é comum o jogador mostrar o estádio a várias pessoas - inclusive crianças doentes - e que "em nenhum momento" ele pediu dinheiro para fazê-lo. O técnico de Terry, Carlo Ancelotti, também disse confiar que o jogador não fez nada errado. No entanto, o clube prometeu revisar os "procedimentos de segurança" e o acesso de visitantes ao estádio.

Mas parte da imprensa não perdoa. O News of the World, que publicou a reportagem com a denúncia, estampou no domingo a manchete: "Capitão da Inglaterra à Venda".

A Inglaterra paga hoje alguns dos melhores salários do mundo aos jogadores de futebol. É estranho pensar que algum deles aceitaria fazer "bicos" de guia para torcedores ricos, mesmo que o dinheiro arrecadado fosse usado para causas boas. Por que não simplesmente doar parte do seu salário?

Ou melhor ainda: oficializar a prática. Com o aval de jogadores que quisessem se voluntariar, o Chelsea poderia oferecer visitas pagas ao seu centro de treinamento e doar o dinheiro às instituições de caridade.

Mais conteúdo deste blog...

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.