« Anterior | Principal | Próximo »

Alta da inadimplência do consumidor é a maior em 9 anos, diz estudo

Rafael Spuldar | 2011-07-11, 11:06

A inadimplência dos consumidores no Brasil fechou o primeiro semestre com alta de 22,3% na comparação com o mesmo período do ano passado, no maior aumento em nove anos, de acordo com análise divulgada pela empresa Serasa Experian.

O índice de junho registrou alta de 7,9% em relação a maio, e crescimento de 29,8% na comparação com junho de 2010 - maior aumento na comparação anual desde maio de 2002.

A incapacidade dos consumidores de pagar suas dívidas com bancos foi a principal responsável pela alta do índice mensal em junho, com aumento de 8,1% - uma contribuição de 3,8 pontos percentuais na variação total.

Segundo os economistas da Serasa Experian, a alta da inadimplência no semestre se justifica pela política monetária para controle da inflação, com alta dos juros e do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) e com o encarecimento do crédito.

"O consumidor enfrenta uma redução no poder aquisitivo, e o crescente endividamento dificulta o pagamento das dívidas assumidas anteriormente", afirma a empresa, por meio de comunicado.

O indicador da Serasa Experian reflete o comportamento da inadimplência em todo o país, levando em conta as variações no número de cheques sem fundos, nos títulos protestados, nas dívidas vencidas com bancos e nas dívidas não bancárias.

ComentáriosDeixe seu comentário

  • 1. às 21:55 em 2011-07-13, Paulo WS Barreto escreveu:

    Quem me lê de forma apressada vai achar que eu estou fazendo apologia à corrupção, no entanto, os que dizem que ela grassa de norte ao sul do país, não estão enganados quanto ao que afirmam! Os que sabem como se deu o processo de colonização do Brasil, por certo, sabem, também, que o nosso nascer já indicava que não seríamos uma nação de santos e virtuosos! Portugal nos mandou o que pior havia por lá em matéria de seres humanos a título de colonizadores: degredados, criminosos, assassinos e ladrões de todos os matizes compuseram o nosso DNA de nascimento! Sem contar, depois, o que a àqueles foi juntado! Mesmo que o que possa ter surgido desta miscelânea de cores, raças, credos, crenças e valores, possa parecer a muitos como algo ruim, corrupto ou amoral, lambamos, ainda assim, os nossos beiços, por não termos dado origem a um povo pior, como aqueles tais que, apesar de terem surgido das cismas religiosas, foram, e são, capazes de praticarem saques contra outros povos e ainda lhes jogarem algumas bombinhas atômicas para desperta-los dos seus sonos, não é mesmo?! A corrupção, de certa forma, faz pelo país aquilo que sua burocracia tanto tenta impedir: a circulação do capital! Sem ela os grandes projetos para o país jamais sairiam do papel porquanto a nossa burocracia tudo emperra! Todos criticam e apontam o corrupto, mas até o momento em que possam também fazer o mesmo! Se cada um de nós olhássemos mais amiúde para o espelho veríamos que todos somos iguais brasileiros ainda que alguns de nós possamos ser diferentes na maneira de sê-lo! Há os que insistem em combater os corruptos que infelizmente são a maioria dos cupins, traças, ratos e formigas deste país!

  • 2. às 0:49 em 2011-08-22, Odalberto Domingos Casonatto escreveu:

    Embora o advento da era do Real trouxe um maior poder aquisitivo para a classe média e baixa do trabalhador brasileiro o controle da inflação começa a preocupar os responsáveis pela economia nacional. Existem alguns setores da vida econômica nacional que por um tempo bastante longo vem sofrendo reduções de vendas e de lucros. A baixa do dólar esta acarretando uma estagnação enorme na venda dos produtos nacionais para o exterior. Existe uma importação acelerada de muitos bens de consumo (o dólar esta barato) se destacando a entrada no país de muitos produtos da China e países asiáticos. Isto acarreta desemprego, estagnação da circulação de dinheiro. Alia-se a inadimplência atual considerada exagera (os maiores índices dos últimos 9 anos) devido aos altos custos dos juros no comercio de compra e venda. Estamos atentos para que os responsáveis pela economia consigam superar estas barreiras e melhorar o poder aquisitivo do brasileiro. O custo da compra de alimentos nos super mercados se elevou muito nos últimos anos. Retraindo assim a venda e a fabricação dos produtos. Esperamos por decisões sensatas a serem tomadas nos próximos meses.

  • 3. às 6:42 em 2011-09-16, VALDINEI MARINHO DE SOUSA escreveu:

    O BRASILEIRO PRECISA MUDAR SUA CULTURA ECONOMICA DA FALTA DE PLANEJAMENTO DE SUAS CONTAS.

Mais conteúdo deste blog...

Post deste blog de acordo com o tema

Categorias

Estes são alguns dos temas mais populares cobertos por este blog.

    BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

    Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.