« Anterior | Principal | Próximo »

Verdura ou legume?

Thomas Pappon | 2011-04-07, 14:09

Responda rápido: couve-flor é legume ou verdura? E cenoura? E pimentão? E tomate?

Na língua inglesa, eles são vegetables e ponto. Faz um tempo chamei neste blog uma verdura de ‘vegetal’ e uma leitora disse que isso seria um cognato, um erro de tradução, porque o que na Inglaterra é conhecido como vegetable teria que ser, no Brasil, legume ou verdura.

O leitor está certo - apesar de, a priori, todos os nossos legumes e verduras serem vegetais –, mas acho um saco ter que definir um ou outro, ainda mais levando em conta os regionalismos e acepções diversas que acabaram borrando ou dinamitando de vez as barreiras que separam legumes de verduras. E não consigo entender a necessidade de separar um do outro.  

No dicionário Michaelis, um dos substantivos apontados para ‘legume’ é justamente ‘verdura’. E no verbete ‘verdura’, no Houaiss, das nove acepções do termo, apenas uma, a oitava, se refere à noção mais corriqueira, à que tento me referir aqui nesse post, ao coletivo para as coisas saudáveis, geralmente verdes, que compramos na seção de verduras do supermercado.

Está assim: 8. hortaliça. As outras acepções não têm nada a ver com o que eu conheço como ‘verdura’ (‘a cor verde dos vegetais’; ‘a vegetação, o verde, verdor’; ‘força, vigor viço’; ‘inexperiência por falta de prática ou em razão da pouca idade’; ‘imperfeição, incorreção’).

O Michaelis que circula aqui na redação da BBC Brasil, longe de me ajudar a encontrar uma definição clara para 'verdura', tornou a coisa ainda mais vaga. Verdura, além de poder ser ‘hortaliça’, pode ser ‘as plantas, os vegetais’.

Por que dois dos dicionários mais conhecidos da língua portuguesa não trazem, logo no começo, uma definição do termo na linha ‘nome dado aos vegetais que, etc...’ apontando suas principais características - para que possamos diferenciá-los de legumes?

Nem minha querida e geralmente confiável Wikipédia tem uma definição para verdura. Toda vez que você clica num hiperlink ‘verdura’, vai parar no artigo ‘hortaliça’, onde, mais uma vez, não ficam claras as diferenças entre hortaliças, verduras e legumes.  

Segundo a Wikipédia, legumes são vagens e feijões, ou, em uma acepção mais ampla, todos os vegetais comestíveis ‘que não sejam verduras nem frutas’. Feijão é legume (achei que fosse grão, me enganei), certo?

Verduras seriam folhas, caules e raízes de diversas plantas, como a ‘cenoura’ (achei que cenoura fosse legume). ‘Mas o termo pode incluir frutos não doces como as vagens verdes, o pepino, os diferentes tipos de abóboras, tomates, abacates e pimentas’, diz a Wikipedia. Portanto, tomate (tecnicamente uma fruta) seria, segundo a Wikipédia, uma verdura.

Mas achei um outro site em que um “professor” dá uma definição que faz sentido. Ele diz que chama-se de verdura “os vegetais em que as partes comestíveis são folhas, flores, botões ou hastes”. Que nos legumes, as partes comestíveis são os “frutos, sementes ou partes que se desenvolvem na terra”. Que, logo, cenoura e tomate seriam legumes.  

A Wikipédia entra em contradição quando fala de hortaliças, complicando ainda mais a coisa toda. Ela diz que ‘frutas, frutos secos, especiarias, batatas, mandioca e grãos’ não seriam hortaliças, mas se você clicar em ‘grão’ vai chegar ao sinônimo ‘cereal’, que lista milho e arroz entre seus principais representantes. O milho, por exemplo, aparece na lista de hortaliças, assim como batata , tomates e pimentões (esses dois últimos são frutas), todos listados antes como vegetais ‘que não seriam hortaliças’.

Acontece que a lista de hortaliças, em página separada, traz a ressalva de que alguns vegetais que são ‘frutos’ são considerados hortaliças ‘no sentido culinário’.

Esse é o tubérculo do problema: vegetais podem ser verduras, legumes e/ou hortaliças – ou mesmo nenhum dos três – dependendo do ‘sentido’, que pode ser nutricional, agrícola, culinário ou botânico.

Deu para entender? Resumindo: vou continuar a ter as dúvidas que levantei no início deste post. Na boa: seria tudo mais fácil se fizéssemos que nem os ingleses, chamássemos todos eles de vegetais, e ponto.

ComentáriosDeixe seu comentário

  • 1. às 06:52 PM em 07 abr 2011, Anna Fernandes escreveu:

    hahahahahahaha! olha esse post embananou a cabeça de todo mundo aqui no escritório, Thomas! e eu concordo com você! vamos chamar tudo de vegetal que dá mais certo.

  • 2. às 10:45 PM em 07 abr 2011, JOSE QUEIROZ escreveu:

    Prezado Sr. Pappon,
    A confusão foi criada pelo uso indiscriminado do termo legume para tudo que não fosse folhas. Suas dúvidas podem ser minoradas vendo o termo "leguminosa" ou "fabaceae" na Wikipédia.
    É claro que o Sr. está certo, tudo é vegetal, mas médicos e nutricionistas, por exemplo, diferem leguminosas (feijões, vagens, etc.) para lembrar que a combinação com arroz (cereal, gramínea) fornece aminoácidos essenciais que podem substituir a carne em uma dieta mais barata.

  • 3. às 02:31 AM em 08 abr 2011, luciana escreveu:

    Legumes são frutos de leguminosas, como vagens, ervilhas-tortas.
    Batatas são tubérculos.
    Cenouras, beterrabas, batatas-doce raizes tuberosas
    Cebolas bulbos
    Tomate e chuchu são frutos

    Use o termo hortaliça.

  • 4. às 07:25 PM em 08 abr 2011, Durvaldisko escreveu:

    Hortaliças : extensa familia de vegetais que esbarra naqueles em que só a folha é consumida,embora sejam igualmente cultivadas em ,hortas...

  • 5. às 10:41 AM em 09 abr 2011, Bel A. escreveu:

    A wikipédia em português não é confiável, nem deveria ser usada como fonte. A wikipédia em inglês e em espanhol são bem melhores, mas, nesse caso, creio que não ajudariam ehuhehue

  • 6. às 02:39 PM em 10 abr 2011, Sonia escreveu:

    Muito confuso mesmo.Aqui onde vivo Italia,legumes sao feijao,lentilha,grao de bico.O resto è tudo verdura.

  • 7. às 05:33 PM em 10 abr 2011, Ligia escreveu:

    Concordo com o comentário da Luciana.
    Os termos atualmente utilizados como "verduras" e "legumes" designam todo este grupo de vegetais que consumimos e que possuem diversas propriedades funcionais. Contudo, o termo hortaliça é o mais adequado, já que utilizar legume definiria uma família botânica, que no caso é a do feijão e da ervilha (Fabaceae)

  • 8. às 05:43 PM em 10 abr 2011, Taciana escreveu:

    Esse artigo - ou não pode chamar artigo? Tem alguma expressão inglesa para isso? - retrata aquilo que a gente já desconfia, faz tempo: querem que nossa língua se adapte aos falantes de língua inglesa. Que tal eles se adaptarem à nossa?
    Ora vejam! Querer que mudemos as nossas tradições, modos de falar e imprecisão cotidiana é querer suprimir o espírito da língua. Basta que nós nos entendamos, é para isso que servem as línguas.
    Aqui no Nordeste quando eu boto na lista de compras "verduras", estarei comprando coentro, cebola, alface, pimentão, tomate, couve.
    Se a minha secretária fizer a mesma lista, já sei que ela está pensando também, em jerimum, batata, cebola, macaxeira etc.
    E assim vamos vivendo. E viva a diversidade que faz a cabeça da gente pensar. E basta de acomodação.

  • 9. às 02:37 PM em 11 abr 2011, Robi escreveu:

    muito complicado, já nem quero mais saber a diferenca, deixa por isso mesmo... pra mim é tudo vegetal.

  • 10. às 03:23 PM em 12 abr 2011, hermes escreveu:

    Lingua portugesa mãtra da pobreza (ve isso no google), essa tal língua portuguesa, é um dos elementos da colonização cultural, pior que a do tempo dos escravos, que trava o desenvolvimento do Brasil.

  • 11. às 10:05 PM em 12 abr 2011, Denir escreveu:

    Não entendia antes e continuo sem entender. Seria mais ou menos isto:
    - legumes vêm das leguminosas
    - verduras vêm das verdurosas
    ou não?
    É preciso saber botânica para ir à feira...

  • 12. às 04:31 AM em 13 abr 2011, Ametista escreveu:

    Ora... tenho anos de cozinha, e para mim sempre se dividiu em:
    - verduras [folhas incluindo couve-flor e brocolis que são flores das verduras]
    -legumes raizes e frutos de plantas sem açucar bem definido no sabor
    -frutos incluindo tomate e frutos adocicados ao paladar
    -grãos as sementes

  • 13. às 10:47 PM em 14 abr 2011, A. L. Magno escreveu:

    O problema é que até dois ou três séculos atrás, a população pobre em geral, ou seja, negros escravos, índios e mestiços em geral, não conseguiu entender a diferença entre cereais, legumes, tubérculos, frutas e verduras claramente.


    Como dessa população surgiu a maior parte da atual população pobre e média brasileira, esse desentendimento se disseminou para o uso cotidiano da maioria da população.


    Claro que tecnicamente falando sabemos a que vegetais cada classe alimentícia se refere.


    Mas a população em geral reclassificou essas classes da seguinte maneira:




    * Aos cereais pertencem os grãos em geral, incluíndo aqueles que na verdade são as leguminosas, como os feijões;


    * Aos legumes pertencem os vegetais como os tubérculos, as frutas que não são doces, e mesmo algumas frutas que são doces mas necessitam de cozimento, como a abóbora por exemplo. Ficam de fora dessa classificação popular as folhas comestíveis, que são as verduras, mas entram algumas por não terem formas explícitas de folhas, apesar de o serem, como a cebola. Tudo isso segundo a classificação popular;


    * Aos tubérculos pertencem as raízes, mas esse termo não é popular, quase não é utilizado cotidianamente pela população em geral;


    * Às frutas pertecem os frutos doces em geral segundo a classificação popular;


    * E finalmente, as verduras a população classifica de uma maneira generalista, pra se referir a quase todos os vegetais excetos os grãos.




    Mais recentemente, devido ao conhecimento divulgado pela mídia, fomentada pelo governo, sobre a importância da reeducação alimentar, cada vez mais a população em geral está reaprendendo a classificar os alimentos nas classes de alimentos definida pela nutrição.

  • 14. às 04:48 PM em 15 abr 2011, Julio escreveu:

    Mas essa generalização dos ingleses tem um problema: eles consideram os cogumelos, tão usados na culinária britânica, um vegetal. O que sabidamente eles não são, sendo classificados no reino Fungi.

  • 15. às 02:07 AM em 17 abr 2011, Francisco Resende escreveu:

    Pelo amor de Deus é simples, use apenas o termo hortaliças. Para facilitar o entendimento das pessoas, as hortaliças se dividem em:
    - Hortaliças folhas e frutos (ex: alface, salsa, couve, couve-flor, brocoli,etc)
    - Hortaliças frutos (ex: tomate, abóbora, pimentão, pepino, etc)
    - Hortaliças raizes (ex: cenoura, batata, cebola, beterraba, etc)
    Não ha necessidade de introduzir outro anglicismo na lingua portuguesa

  • 16. às 02:59 AM em 17 abr 2011, Lucia Marta escreveu:

    Não gostei de sua proposta: devemos,então, empobrecer nosso vocabulário para adequá-lo aos anglófilos? Quem faz dieta sabe perfeitamente distinguir legumes de verduras - pesquise em um site sobre nutrição, combinado?

  • 17. às 06:02 PM em 26 mai 2011, GILCIMAR escreveu:

    NAO ENTENDIA BEM ANTES E ENTENDO MENOS AGORA.TRAVOU TUDO.
    VOU CONTINUAR PENSANDO QUE É TUDO VEGETAL E PRONTO.

  • 18. às 11:34 PM em 20 fev 2012, chico amorim escreveu:

    Oia, seu minimum, de verdura eu só intendo de methiolate pru que é verde o resto pra mim é fruta.
    Esse tá de post agora lascou tudo. Minha cabeça ficou ficou toda inbananada. Eu só num como abacaxi com aquela coroa de espinho pru que é difici botar pra fora.

  • 19. às 07:44 PM em 13 abr 2012, Nutricionista Edson escreveu:

    Para acabar com este problema é só recorrer ao órgão competente:
    ANVISA
    Comissão Nacional de Normas e Padrões para Alimentos
    Resolução CNNPA nº 12/78
    Hortaliça é a planta herbácea da qual uma ou mais partes são utilizadas como alimento na sua forma natural (ou seja, todo e qualquer vegetal consumido naturalmente).

    O produto será designado como:

    1. Verdura: quando utilizadas as partes verdes (alface, couve, chicória etc.);

    2. Legumes: quando utilizado o fruto ou a semente (chuchu, abobrinha, tomate etc), especialmente das leguminosas (frutifica em vagem: feijão, soja, ervilha etc.) e,

    3. Raízes, tubérculos e rizomas quando são utilizadas as partes subterrâneas (mandioca, cenoura, batata etc).

    E, para não ficar dúvida, todas são hortaliças.

    Para completar o entendimento, os cereais são grãos que dão em espigas (trigo, arroz, cevada, milho etc)

    Abraço a todos.

  • 20. às 08:02 PM em 13 abr 2012, Nutricionista Edson escreveu:

    ANVISA
    Comissão Nacional de Normas e Padrões para Alimentos
    Resolução CNNPA nº 12/78
    Hortaliça é a planta herbácea da qual uma ou mais partes são utilizadas como alimento na sua forma natural (ou seja, todo e qualquer vegetal consumido naturalmente).

    O produto será designado como:

    1. Verdura: quando utilizadas as partes verdes (alface, couve, chicória etc.);

    2. Legumes: quando utilizado o fruto ou a semente (chuchu, abobrinha, tomate etc), especialmente das leguminosas (frutifica em vagem: feijão, soja, ervilha etc.) e,

    3. Raízes, tubérculos e rizomas quando são utilizadas as partes subterrâneas (batata, cenoura, mandioca, araruta, inhame etc).

    E, para não ficar dúvida, todas são hortaliças.

    Para completar o entendimento, os cereais são grãos que dão em espigas (trigo, arroz, cevada, milho etc)

    Abraço a todos.

  • 21. às 06:04 PM em 14 abr 2012, Nutricionista Edson escreveu:

    ANVISA
    Comissão Nacional de Normas e Padrões para Alimentos
    Resolução CNNPA nº 12/78

    Hortaliça é a planta herbácea da qual uma ou mais partes são utilizadas como alimento na sua forma natural (ou seja, todo e qualquer vegetal não lenhoso consumido naturalmente).

    O produto será designado como:

    1. Verdura: quando utilizadas as partes verdes (alface, couve, chicória etc.);

    2. Legumes: quando utilizado o fruto ou a semente (chuchu, abobrinha, tomate etc), especialmente das leguminosas (frutifica em vagem: feijão, soja, ervilha etc.) e,

    3. Raízes, tubérculos, rizomas e bulbos: quando são utilizadas as partes subterrâneas (batata, cenoura, mandioca, araruta, inhame, cebola, alho etc).

    E, para não ficar dúvida, todas são hortaliças.

    Para completar o entendimento, os cereais são grãos que dão em espigas (trigo, arroz, cevada, milho etc) e podem ser refinados (sem o farelo) ou integrais (com o farelo).

    O farelo dos cereais constitui a parte dos cereais rica em fibras dietéticas.

    Abraço a todos.

  • 22. às 06:16 PM em 04 dez 2012, juca escreveu:

    Nutricionista Edson, a ANVISA não detém o poder da verdade para definir o que são frutos ou verduras. É apenas uma classificação técnica própria do órgão.

  • 23. às 04:11 PM em 02 mar 2013, Felipe escreveu:

    O que você precisa entender é que existem duas classificações completamente distintas: a botânica e a "comercial" (ou popular). A distinção feita pelo professor que você citou é a comercial. Já a classificação botânica vai muito além desses conceitos vãos, e para compreendê-la você vai precisar de muito mais do que um mero dicionário. Encontre um bom livro de botânica e você verá que a classificação biológica é contra-intuitiva para os leigos. Por exemplo: o tomate é um fruto, e o morango não o é — esse último se trata, na verdade, de uma infrutescência (um "conjunto" de frutos).

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.