« Anterior | Principal | Próximo »

O plano para gerar empregos e o apoio a Obama

Alessandra Correa | 2011-09-17, 1:14

Uma semana depois de Barack Obama ter apresentado sua proposta para combater o desemprego nos Estados Unidos - com um plano no valor de US$ 447 bilhões, que ainda precisa ser aprovado pelo Congresso -, uma nova pesquisa de opinião revela que o apoio ao presidente continua em baixa.

Segundo a pesquisa, realizada em conjunto pelo jornal The New York Times e a rede CBS News, a aprovação do presidente caiu para 43%, nível mais baixo desde o início de seu governo, mas ainda assim acima dos 39% registrados pelo Instituto Gallup em agosto.

A desaprovação ao presidente também chegou pela primeira vez a 50% (outros 7% não responderam). Segundo o New York Times, Obama segue perdendo apoio dentro de sua própria base e, apesar dos esforços, não tem conseguido conquistar os independentes.

Se por um lado a maioria dos entrevistados diz aprovar os principais pontos do plano apresentado por Obama, apenas 34% apóiam a maneira como ele lida com a economia, e mais da metade afirma temer que o país esteja a caminho ou até mesmo já tenha mergulhado em uma nova recessão.

A economia - e principalmente o desemprego, insistentemente acima dos 9% - são citados como as principais preocupações dos americanos, que no ano que vem elegem seu presidente.

Mas se o horizonte não é bom para Obama, também não parece muito melhor para a oposição republicana de acordo com a pesquisa, que foi feita por telefone com 1.452 adultos e com margem de erro de três pontos percentuais.

Segundo o levantamento, no geral o eleitorado não concorda completamente com as mensagens apresentadas pelos republicanos que buscam a indicação do partido para concorrer à Presidência e 50% gostariam de ter mais opções de candidatos.

Quando questionados sobre a atuação dos congressistas, os americanos soam ainda mais desiludidos: apenas 12% dizem aprovar a maneira como o Congresso está desempenhando suas funções.

BBC navigation

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.