« Anterior | Principal | Próximo »

Uma aula de cinema em Hogwarts

Camilla Costa | 2012-09-10, 17:10

Fila para o trem de Hogwarts em King's Cross: note a quantidade impressionante de crianças (zero)

É claro que este blog fatalmente teria um post relacionado a Harry Potter. O fenômeno literário e cinematográfico britânico por excelência da última década deixou inúmeras marcas na cidade e é, naturalmente, amplamente explorado pela indústria do turismo.

Entre a "Plataforma 9 e 3/4" com direito a carrinho de malas atravessando a parede em King's Cross - onde Harry e seus colegas tomavam o trem para a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts - até as vitrines cativas repletas de varinhas e pomos de ouro em lojas de brinquedos tradicionais como a Hamley's, a Londres de Harry é bem bonitinha, mas não surpreende muito.

Mas isso muda quando você chega ao estúdio de Leavesden, onde os oito filmes foram feitos, transformado em uma espécie de museu da série. Este sim, é um dos melhores passeios que Londres pode oferecer atualmente - mesmo que você não seja lá muito de Harry Potter.

Esqueça a ideia de um parque temático dos livros de J.K. Rowling - este já existe nos Estados Unidos. É claro que, porque ninguém é de ferro, há "atrações" como andar no beco diagonal, tirar uma foto voando de vassoura ou tomar "butterbeer" - que é doce o suficiente para que as crianças não queiram mais nada na vida.

Mas o tour nos estúdios vale mesmo a pena porque é a execução de uma bela ideia: preservar o trabalho dos milhares de profissionais que se dedicaram durante 10 anos à criação dos filmes, de cenários enormes a máscaras de duendes administradores de bancos, passando por aranhas gigantes.

Só uma parte dos 500 frascos etiquetados à mão para a aula de poções

O objetivo - bastante claro - do passeio é mostrar o que está envolvido na criação de uma série de fantasia desta magnitude. E longe de ser decepcionante, a visão dos bastidores é também um tanto fantástica, por conta da tecnologia e do apuro técnico envolvidos em cada um dos objetos e na concepção dos filmes.

O tour não é dividido pelos capítulos da série e, sim, por seções especiais dedicadas ao trabalho de cada uma das equipes. Destacam-se uma exposição dos ilustradores que fizeram a arte conceitual, os modelos de Hogwarts onde os movimentos de câmera panorâmicos eram estudados e executados e os veículos criados especialmente para os filmes, como o ônibus de três andares. E, é claro, o Ministério da Magia.

Se seus filhos (ou você, admita) forem fãs dos personagens de J.K. Rowling, você terá o coração deles para sempre depois de levá-los lá - ou pelo menos até que eles façam 16 anos. Mas se você for somente um amante de cinema latino-americano sem dinheiro no bolso, o passeio vale ainda mais a pena. Quem dera que outros filmes do gênero tivessem algo do tipo.

"Sem dinheiro no bolso" é, obviamente, só força de expressão. O tour no estúdio de Leavesden tem um preço razoável, mas é cobrado em uma moeda trouxa chamada "libra esterlina", cuja conversão para reais pode ser mais impiedosa que--Ok, vou parar com as referências.

Não se ignora um convite ao escritório de Dumbledore

ComentáriosDeixe seu comentário

  • 1. às 12:22 AM em 11 set 2012, Denir Mendes escreveu:

    Meu filho de 7 anos insiste em ir à Disney para ver o mundo de Harry Potter. Eu, que também sou fã do bruxinho, ficava tentado... Mas este post me mostrou algo que não conhecia, ou que apenas "ouvi falar". Obviamente prefiro ir à Inglaterra e Londres. Agora posso organizar uma viagem onde possamos ver o mundo real, passeio de trem no Viaduto Glenfinnan, o salão comunal da Christ Church, e a magia do cinema por trás das câmeras, sem esquecer - é claro - da cerveja amanteigada e das lembrancinhas (excelente a dica da Hamley's). Muito obrigado mesmo! Mickey Mouse que me perdoe... :-)

Mais conteúdo deste blog...

BBC navigation

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.