« Anterior | Principal | Próximo »

O bem que faz não sofrer pressões

Categorias dos posts:

Maria Luisa Cavalcanti | 2010-06-24, 22:44

Desde que a bola começou a rolar aqui na África do Sul, as principais desculpas que vínhamos ouvindo para as supresas e "zebras" eram a Jabulani, a altitude e as vuvuzelas.

Foi ainda na primeira rodada, durante o jogo Inglaterra x EUA que meu colega Emmanuel Coste, do serviço em francês para a África da BBC, fez um comentário que, para mim, justifica vários dos resultados e das classificações que estamos vendo neste final de primeira fase.

Naquele jogo, a Inglaterra vencia por 1 x 0 quando os EUA empataram com um frango inacreditável do goleiro Green. E os ingleses se desestabilizaram dali para diante. O Emmanuel, um boleiro assumido, cobrindo sua terceira Copa do Mundo, disse: "Os Estados Unidos jogam com garra, eles lutam em campo e não desistem. Afinal, não têm nada a perder".

Pois aí acho que está a chave do mistério: muitos dos times que chegaram à Copa sem ter de lutar por sua reputação acabaram por se classificar para as oitavas.

A eliminação da Itália e da Dinamarca, nesta quinta-feira, dando lugar a países como a Eslováquia e o Japão, a permanência da Coreia do Sul e o brilho dos latino-americanos que há muito não impressionavam - Uruguai, México, Chile e Paraguai - são exemplos de como a falta de pressão pode ser saudável.

italia226370.gif

Claro que cada uma dessas equipes veio para ganhar e acredita nisso, assim como seus torcedores. Mas elas não chegaram aqui com as mesmas expectativas e cobranças que o Brasil, a Itália, a Alemanha, a Argentina, a Espanha e a França. Basta ver a repercussão global que teve a "queda da Bastilha".

Agora, no entanto, estamos na boca do mata-mata. E, após surpreenderem o mundo com seus bons resultados, essas seleções começam a sentir a pressão e, sim, terão muito a perder. Será que ter garra será suficiente para elas? Ou nessa hora prevalece quem tem experiência neste tipo de situação, ou seja, aqueles que já foram campeões do mundo e estão acostumados a lidar com a tensão?

Mais conteúdo deste blog...

BBC navigation

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.