« Anterior | Principal | Próximo »

Confira os pontos fortes e fracos da seleção

Categorias dos posts:

Daniel Gallas | 2010-06-08, 18:57

jcesar_getty466.jpg

Na próxima semana, o Brasil entrará em campo para tentar conquistar o hexacampeonato. Robinho disse em uma das entrevistas coletivas na África do Sul que este time é muito menos badalado do que o de 2006, do qual o atacante também fazia parte.

Aquele time tinha astros como Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho e Roberto Carlos, mas não conseguiu passar das quartas-de-final. Este time tem a cara de Dunga - mais "operário" e com jogadores menos conhecidos internacionalmente. Há quem diga que falta brilho e espetáculo ao time. Outros elogiam o fato de a seleção ter um conjunto forte e com menos vaidades individuais.

A nova filosofia por trás da seleção já foi bastante debatida. Nas últimas semanas, pudemos finalmente ter noção de alguns de seus pontos fortes e fracos do grupo que começará jogando na Copa do Mundo da África do Sul.

Pontos fortes

- Defesa. Maicon diz que o Brasil não tem a melhor defesa do mundo, como se ouve falar bastante. Mas a verdade é que o sistema defensivo é de fato o ponto forte do time. Nos coletivos, os zagueiros estiveram muito bem. Na bola aérea, Lúcio e Juan não perderam nenhuma dividida. A defesa ainda está invicta nos treinos. Nos amistosos, Júlio César e Gomes foram muito exigidos, e ambos tiveram grandes atuações.

- Bola parada. Michel Bastos e Elano, os dois jogadores que ganharam a titularidade nos treinos em Johanesburgo, acrescentaram à seleção uma jogada que o time não tinha mais no seu repertório. O aproveitamento nos treinos não tem sido bom, mas em campo a jogada já deu certo. Contra o Zimbábue, Michel Bastos fez um belo gol. A jogada pode ser fundamental, já que nesta Copa o Brasil joga com Robinho, um atacante leve que chama muitas faltas. Na Copa passada, o Brasil jogava com os pesados Adriano e Ronaldo na frente, e a seleção deixou o torneio sem fazer gols de falta. E o Brasil ainda tem Daniel Alves no banco de reservas.

- Ponta direita. Elano, Maicon e Luís Fabiano estão bem entrosados nos treinos. Com Kaká puxando as jogadas pela esquerda, sobra bastante espaço para as arrancadas de Elano, que até tem invadido a área e chutado em gol. Pela lateral direita, Maicon sabe chegar à linha de fundo, como aconteceu no gol de Kaká contra a Tanzânia. E Luís Fabiano é um atacante habilidoso, que sabe cooperar nas tabelas do ataque e gosta de cair pela direita.

- Jogadas individuais. Há dúvidas se Kaká e Robinho conseguirão reproduzir o que faziam no auge das suas carreiras, mas inegavelmente os dois jogadores têm técnica. Um lance individual ou uma boa atuação isolada podem ser suficientes para ganhar um jogo - basta lembrar Ronaldo contra a Turquia e Ronaldinho Gaúcho contra a Inglaterra, em 2002.

Pontos fracos.

mbastos_ap266v.jpg- Saída de bola. Se a defesa é sólida, a saída de bola ainda é preocupante. Contra a Tanzânia, o meio de campo brasileiro errou muitos passes quando o time tentava sair da defesa para o ataque.

- Flanco esquerdo. Michel Bastos ajuda bastante no ataque, mas deixa muitos espaços atrás. Contra a Tanzânia, Felipe Melo tomou o único cartão amarelo dos dois amistosos disputados pelo Brasil justamente porque precisou fazer uma falta na lateral-esquerda, que Michel Bastos havia deixado aberta após subir para o ataque.

- Substituições. Dunga costuma dizer que tem 23 titulares no seu grupo, mas na prática o time depende muito de quem está em campo. Kaká é considerado o mais insubstituível do grupo principal, mas a verdade é que os jogadores que estão no banco não estão acostumados a jogar com os demais. Gilberto é praticamente novo no grupo. Josué e Kléberson atuaram pouco com os demais. Júlio Baptista, que em tese é o substituto de Kaká, sequer vem jogando no seu clube.

ComentáriosDeixe seu comentário

  • 1. às 10:00 PM em 08 jun 2010, Marcos Vinicius Pereira escreveu:

    As incógnitas são a parte mais gostosa da Copa, não é mesmo? Cria-se uma expectativa e quase sempre alguém vem e nos surpreende - com exceção do Paulo Sérgio em 1994, de quem se esperava muito pouco e muito pouco fez. Você que está convivendo diariamente com os jogadores, pode me tirar uma dúvida? O Julio Cesar está de bigode?

  • 2. às 04:59 AM em 09 jun 2010, Tiklos escreveu:

    O ponto mais forte desta seleção é o comprometimento com a vitória. O mais fraco é pouca mobilidade do meio campo com Gilberto Silva e Felipe Mello. Gilberto pode ganhar a vaga de titular dependendo do jogo e acho que Ramirez deve entrar jogando.

  • 3. às 11:09 PM em 09 jun 2010, Pulika escreveu:

    Uma temeridade convocar Kaká fora de forma. Pior ainda sabendo que seu reserva - Julio Baptista - não tem jogado em seu clube. Mas em futebol tudo é possível, e muitas previsões tidas como certas tem sido contestadas pelos fatos... Tomara!

  • 4. às 03:15 AM em 01 jul 2010, Lucas escreveu:

    Eu acho que os pontos fortes são na defesa Lúcio e o Juan e no ataque Robinho, o meio-campo tá fraco (fora o Kaká), e mais, o Luís Fabiano joga muito, mas se não tiver um bom meio-campo, como a bola chegará nele ?? Outro ponto fraco são os "SUBSTITUTOS" COMO O JULIO BAPTISTA PODE SER O SUBSITUTO DO KAKÁ ?? Se for assim, estamos perdidos porque o Julio nao joga NADA e ainda tem o Felipe Melo que só sabe fazer faltas,e em relação ao Michel Bastos ele realmente quando desce pro ataque ele deixa um furo na lateral, mas tirando isso ele é bom jogador tanto na defesa quando ajudando o ataque !

    Bom, este foi o meu comentário... RUMO AO HEXA BRASIl

Mais conteúdo deste blog...

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.