« Anterior | Principal | Próximo »

O rato que venceu o Brasil

Categorias dos posts:

Marcia Carmo | 2009-07-16, 14:52

estudiantes226.jpg

Hoje o assunto na Argentina não é a gripe suína que avança no país ou o desgaste político da presidente Cristina Kirchner após a derrota da lista do governo nas eleições legislativas.

O assunto aqui é a vitória do Estudiantes contra o Cruzeiro, no Mineirão, em Belo Horizonte, que lhe rendeu a taça de campeão da Libertadores.

O Estudiantes é conhecido aqui na Argentina como "pincha rata" ("espeta rato", que recorda sua origem humilde). A vitória do time vermelho e branco, da cidade argentina de La Plata, é a manchete dos principais jornais e 'O' tema nas emissoras de rádio, como as Diez e Mitre, e de televisão, como o canal 13 e as TVs América e C5N.

"Estudiantes se consagrou com futebol e coragem", diz o jornal Clarín, o mais vendido do país, em sua manchete. Na chamada na primeira página, o diário destaca ainda que foi um "dois a um inesquecível". O jornal La Nación também ressaltou o resultado na capa, afirmando que o Estudiantes teve "sua noite de glória" no Brasil.

O mesmo destaque deram o Página 12 e o El Cronista, dedicado, normalmente, a assuntos de economia. Na rádio Diez, Juan Ramón Verón, pai da "brujita" ("bruxinha") Juan Sebastián Verón, por telefone: "É muito emocionante".

E quase não pode falar de emoção. "Verón ganhou e da forma mais desejada por qualquer torcedor argentino, no Brasil", escreveu o enviado especial do Clarín à BH.

Em La Plata, a festa durou toda a madrugada e continuava nesta quinta-feira, com buzinaços, bandeiras, gritinhos de homens e mulheres nas ruas, diante das câmeras de televisão.

Torcedores do Gimnasia, adversário ferrenho do Estudiantes, em La Plata, também comemoraram: "Ganhar no Brasil e de um time brasileiro, é a glória. Hoje, todos somos platenses", disse uma jovem à TN (Todo Notícias). O comentarista esportivo da TN observou que a vitória ocorreu num estádio lotado com quase 70 mil torcedores, maioria de brasileiros. "Deixamos 70 mil pessoas mudas e no Brasil", disse outro torcedor na TV C5N, mostrando as manchetes dos jornais às câmeras.

O ex-técnico da seleção argentina, Carlos Bilardo, e atual manager desta mesma seleção azul e branco, cujo técnico é Maradona, também esteve no Mineirão. "Tudo isso me fez lembrar meus tempos de jogador. Um momento muito especial".

O Estudiantes não ganhava a Copa Libertadores desde 1970. Mas o clima entre os torcedores que viajaram para a capital mineira, em La Plata e em alguns setores da mídia argentina é quase de final de Copa do Mundo - entre Brasil e Argentina. "Manda Argentina", foi o título do Olé, o principal jornal esportivo do país. "Estudiantes ficou com a edição número 50 da Copa Libertadores e confirmou a liderança do futebol argentino no continente". O Olé parece resumir o sentimento de muitos argentinos hoje, depois do jogo de ontem, com um time brasileiro perdendo em casa.

ComentáriosDeixe seu comentário

  • 1. às 08:48 PM em 16 jul 2009, Adir Tavares escreveu:

    Pé frio de Serra e Aécio levam Cruzeiro à derrota
    Nossos amigos leitores lembram:

    O Aécio Neves (PSDB/MG) e José Serra (PSDB/SP) foram ontem ao Mineirão fazer média com a torcida mineira do Cruzeiro.

    Os dois "pé-frios" trouxeram junto a "urucubaca", e o time estrelado perdeu a Copa Libertadores para os argentinos.

    O leitor lembra que o "colonista" Cláudio Humberto vive fazendo piada com o torcedor Lula, quando o time do presidente perde.

    Ora, o corintiano Lula ganhou todas este ano: Campeão Paulista e Campeão da Copa do Brasil, além de sério candidato ao Brasileiro Série A.

    E agora? O "colonista" não vai chamar o Serra e Aécio de grandes pé-frios?

  • 2. às 09:17 PM em 16 jul 2009, Bernardo escreveu:

    Assisti o jogo e acho que os Estudiantes mereceram a vitória. O futebol cruzeirense tinha a maior técnica, mas não a maior raça. Essa foi mais uma das grandes demonstrações de que talento não vale de nada se não houver atitude.

  • 3. às 12:27 PM em 17 jul 2009, Alessandro Cavalcante escreveu:

    Ter marcado um gol em casa e levar dois em plena final da libertadores é demais! O que aconteceu? Faltou raça realmente? Técnica? Não acredito em sorte ou pé frio, acho mesmo que o Estudiantes como não tinha nada a perder foi com tudo para o ataque e a tragédia aconteceu. Ao menos os argetinos são bons na libertadores...algo que faço questão do Brasil não ser, prefiro a copa do mundo!

  • 4. às 01:01 AM em 18 jul 2009, Ticia escreveu:

    Me senti argentina neste jogo, achando o máximo a derrota do Cruzeiro. Entre um time argentino e o cruzeiro, sou mais os Hermanos.

  • 5. às 10:10 PM em 18 jul 2009, Moreira escreveu:

    O Cruzeiro não poderia ganhar, se há mesmo Deus lá em cima.Deus não perdoa tanta empáfia, tanta arrogância, Deus é justo,por isso, atendeu com satisfação aos apelos da massa galista.
    Só de fogos gastei 2.500....É muita felicidade.
    Moreira

  • 6. às 01:53 AM em 19 jul 2009, Moreira escreveu:

    O choro é livre,cruzeirenes.Deitei e rolei com a derrota do Cruzeiro. Mas por falar em Cláudio Humberto, que alguém cita como "colonista":não é o mesmo Cláudio, da equipe do Collor , o defenestrado por corrupção da presidência , agora "assim" com nosso mui amado presidente, o rei da demagogia?.Ficamos assim:Cláudio colonista, Lula, novo Colorista.E a vida continua.Galo pras cabeças.

  • 7. às 03:36 AM em 21 jul 2009, Mourthé escreveu:

    Srs. Para quem não é de MG os torcedores do cruzeiro só falavam em comprar 1 pacote de viagem para Dubai, claro, antes da final. O time foi como a torcida: Prepotente e soberbo, fez 1 a 0 e pronto
    Toda arrogância será castigada

  • 8. às 05:00 PM em 21 jul 2009, Moreira escreveu:

    Já que o assunto saiu da área esportiva em direção à perigosa da política , algo a perguntar:o "colonista! Cláudio Humberto não é o mesmo que serviu ao governo Collor,o defenestrado, agora amíssíssimo do collorido Lula, o que não deixa os "companheiros" ou camaradas sem uma "boca" na administração federal.Não é o mesmo?
    Moreira

  • 9. às 09:32 PM em 21 jul 2009, Moreira escreveu:

    O que era para ser a alegre derrota do Cruzeiro tornou-se local de propaganda político-partidária.Se é assim, lá vai:E o Lula, paz e amor, atual collorista,com seus atos aos longo de seu "governo", um "pé-quente" para seus companhheiros ou camaradas que almejam sinecuras em estatais ou no serviço público da nossa pobre nação.E pelo visto, claro que desejam continuar com as "bocas", que ninguém é bobo nem de ferro.Viva o socialismo-patrimonialista!, pensam eles.

  • 10. às 11:16 PM em 21 jul 2009, Moreira escreveu:

    Já mandei 2 oomentários sobre o texto, mas parece-me que a blogueira é petista convicta, só pode ser isso, pois, neles, ataquei o supremo chefe do partido.Por serem polícos não pode ser, pois o primeiro comentário é totalmente politico-partidário.
    Com efeito!
    Moreira

  • 11. às 10:01 PM em 22 jul 2009, Moreira escreveu:

    Queria blogueira,reclamei aí, mas não precisava exagerar ,colocando umas quatro indigestas opiniões minhas.Melhor dar por encerrado o assunto, mas sem antes declarar:Cruzeiro contra os Estudiantes fez alegria da massa galista.
    Mas o Serra ,realmente ,se deu mal.Quis embarcar na canoa "vitoriosa" e deu no que deu, foi a pique.
    Moreira

  • 12. às 12:57 PM em 29 jul 2009, Roger Drager escreveu:

    Gostaria de deixar uma síntese lógica e sem falcatruas, foi mais que merecida esta glória ao bravo Estudientes, isso prova a superioridade na final da libertadores, o adversário fraco e volúvel ao qual enfrentaram não ofereceu resistência e nem ameaça, santo de casa não faz milagre, vitória excepcional e dígna, não adianta retaliações por parte dos perdedores, digo isso porque libertadores sem título mundial não é título, então não me venham com sugestas dizendo que "eles" têem 2 libertadores, porque não tem na verdade nada! e ainda por cima estão rumando ao rebaixamento no brasileirão! é muita glória misturada com vitória!

Mais conteúdo deste blog...

BBC navigation

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.