« Anterior | Principal | Próximo »

A cara (de maçã) do verão

Thomas Pappon | 2011-04-26, 15:52

Ei, vocês aí: estamos vivendo um abril maravilhoso, coisa rara em Londres. Dias e dias de sol e céu azul e calor, uma beleza.

Nos pubs, todo mundo de bermuda em mesas nas calçadas e muita gente bebendo cidra em vez de cerveja.

Cidra é a cara do verão, pelo menos passou a ser na cabeça de muitos ingleses depois de pesadas campanhas publicitárias de fabricantes da bebida, que investiram pesado para cultivar justamente essa imagem.

Hoje a Grã-Bretanha é o país com o maior consumo per capita de cidra, mas até o final dos anos 90, cidra não era uma bebida trendy, ou da moda - era vista como coisa de jovem arruaceiro (por causa das várias variantes baratas e de alto teor alcoólico).

Hoje há várias marcas de qualidade – Magners (irlandesa), Aspall e Bulmers, por exemplo – da bebida feita da fermentação de suco de maçã, e, como há várias regiões produtoras de maçãs no país – a exemplo do que ocorre na França – há vários produtores pequenos fazendo cidras maravilhosas, oferecendo grande variação na gradação alcoólica, aparência e sabor.

Torcia o nariz para cidra, talvez influenciado também pela reputação ruim que ela tinha no Brasil, onde só havia uma marca (essa mesmo) e era vista como uma espécie de primo bem pobre e cafona da champanha.

Hoje curto muito uma cidra. Descobri que ela alterna com cerveja numa boa, ao contrário do vinho.

Em Paris, descobri as cidras mais rústicas, ideais para acompanhar um crepe, e só depois disso notei a grande variedade de cidras “especiais” nos supermercados londrinos.

apple.bmp

Descobri também o seu potencial na cozinha – depois de ver no Daily Telegraph uma receita de macarrão com vongole e cidra.

Acabei criando um molho muito fácil que, a exemplo de um molho madeira, por exemplo, funciona muito bem para acompanhar carnes e batatas: o molho de cidra com cogumelos.

Em uma panela ou frigideira grande refogue, em um pouco de manteiga, um dente de alho picado e cinco cogumelos frescos fatiados (do tipo champignon ou chestnut mushroom, será que tem no Brasil?). 

Enquanto isso, misture em uma tigela um cubo de caldo de carne com uma colher de chá cheia de farinha e um pouco de cidra, o suficiente para formar uma pasta levemente aguada uniforme.

Quando o cogumelo estiver refogado – depois de cerca de 3 minutos – junte 300 ml (um copo grande) de cidra à frigideira, deixe ferver, e acrescente a pasta da tigela. Mexa bem, deixe fermentar em fogo médio por cerca de 2 minutos, até o molho reduzir.

Com um bom bife mal passado, é uma delícia.

Antes que eu esqueça. Provei (e funcionou bem no molho) cidra de pera, conhecida por aqui como perry. Outra grande curtição. Experimente a perry sueca Kopparberg - ela vende mais aqui do que na própria Suécia.

 

ComentáriosDeixe seu comentário

  • 1. às 07:14 PM em 26 abr 2011, Mari Ceratti escreveu:

    Um pouco de concorrência com as boas marcas estrangeiras faria muito bem àquela que é sinônimo de cidra no Brasil... e ao paladar dos brasileiros, claro.

  • 2. às 03:39 PM em 28 abr 2011, Anna Fernandes escreveu:

    Não gosto de cidra mas essa receita parece ficar realmente deliciosa. Vou procurar os cogumelos e tentar fazer! (E vou servir sem contar pra família que o molho é de cidra! Pq acho que aqui em casa ninguém gosta!).

  • 3. às 06:52 PM em 05 mai 2011, rose escreveu:

    Cidra combina com verão...Dá lugar aos espumantes.
    Interessante o molho com sidra.
    Ri do nariz torto para AQUELA marca aqui do Brasil, baranga e super cafona...rsrssr
    Bom,o jeito é procurar não trocar um bom vinho por cidra, mas fazer dela/com ela um momento especial.
    E vamos lá...

  • 4. às 05:47 PM em 17 mai 2011, walter santos escreveu:

    interessante ... o cara pergunta se temos cogumelo mas depois usa caldo de carne numa receita de molho, muito elegante ...

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.